Skip to content

Por favor, não!

janeiro 22, 2010

Por favor, não diga nada!
Qualquer palavra dita será errada
Cada letra vai sair trocada
Eu vou acabar rindo da sua cara.
Vai vir com aquela fala decorada
Que de tanto repetir já está desbotada.

Por favor, não escreva nada!
Não vou entender sua letra torta
Em nenhuma seqüência do alfabeto.
Nem tente escrever online,
Pelo toque de seus dedos
Não vou querer ler uma frase.

Por favor, não desenhe nada!
Esqueça e passe uma borracha.
Não se esforce nem mesmo
Para fazer a coisa mais básica.
Qualquer traço reto ou curvo
Não vão me deixar emocionada.

Por favor, não chegue perto!
Queira você explicar
O que está acontecendo, eu não quero.
Já se fez entender quando estava quieto
Enlouqueci para compreender, tive medo.
Agora não quero saber o que já não é segredo.

Por favor, não!
Siga seu caminho
Já que escolheu ficar sozinho.
Não pude suportar tanta dor.
Agora me deixa aqui bem
Pra eu me livrar de quem
Não me dá valor.

Por favor, não!
Me deixe livre voar
Já que não escolheu estar
Em um romance cheio de cor.
Agora, sem suas asas
Dou minha cara a tapa
Pra saber o que é amor.

Yvone Delpoio

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Maíra Luna permalink
    janeiro 26, 2010 1:56 am

    que lindo yves!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: