Skip to content

Ansiedade

novembro 16, 2007

Sabe quando bate aquela ansiedade e você não sabe qual o motivo?
Pode ser um sentimento de felicidade, de medo, de sofrimento, de amor…
De apenas se sentir vivo!

E esses sentimentos se transformam em histórias que se entrelaçam, que se misturam com outros sentimentos… outras histórias…
E tudo vira uma coisa só. Tem aquela cor indefinida, até um pouco suja.
Mas ao mesmo tempo tudo fica tão nítido, tão puro, que você até passa a entender aquela ansiedade.
Só que ela é tão maior que você, que simplesmente você deixa levar.

Você não sabe, não pode e não consegue controlá-la.
Ela apenas vem. De repente.

Sem pedir pra chegar, ela invade e faz com que seu coração bata mais forte.
Ela faz chorar, rir, desesperar, brindar, tremer, contrair, descabelar.
Assim de um jeito sem roteiro, sem nem saber se, ao menos de… Nada!
Tudo junto ao mesmo tempo, fora do tempo.
E é engraçado como a vida é ansiosa.

Todos os dias você não sabe o que esperar do próximo dia.
E isso causa ansiedade.

A história, a nossa historia, que a gente não sabe como vai rolar.
É por isso que a gente gosta de história bem contada, com início, meio e, principalmente, fim.
Sim, o fim é o mais importante!
Nele há de concreto tudo de abstrato em nossas vidas.
Por isso meus caros amigos, é que agora eu posso dizer sem anseios da morte:
Meu fim certamente está por vir, mas enquanto eu estiver aqui…
Vocês terão ter de aguentar minha ansiedade de viver… feliz!

* Por Yvone Delpoio

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: